Vacina contra o HPV: homens também devem se vacinar

Texto: Ewerton da Silva Medeiros

Fonte: Oncoguia


O papilomavírus humano, o HPV, é um vírus muito associado ao câncer de colo do útero, mas esse vírus também é responsável pelo câncer de ânus, pênis, vulva, vagina e alguns tipos de cânceres de cabeça e pescoço.


A forma mais comum da transmissão do HPV é através do contato pele a pele e de atividades sexuais como sexo oral, anal e vaginal. Existem mais de 100 tipos de HPV, e é bem mais comum que o corpo humano elimine a maioria dos tipos desse vírus, sem nem sequer ser prejudicial. Porém, dos 40 tipos de afetam a região genital, pelo menos 13 podem se desenvolver como câncer.


O HPV é a infecção sexualmente transmissível (IST) mais comum no mundo. Estima-se que 25% a 50% das mulheres e 50% dos homens no mundo já tenham contraído algum tipo de HPV. Mas não custa reforçar: a maioria dessas pessoas não manifesta sintomas — sejam verrugas, seja o câncer.


Além do sexo seguro, outra forma de prevenir sua transmissão é através de vacinas. Essa vacina é gratuita, oferecida pelo Ministério da Saúde para meninas de 9 a 14 anos e meninos de 11 a 14 anos de idade, além de mulheres imunossuprimidas (com sistema imunológico fragilizado) de 9 a 45 anos e homens imunossuprimidos de 9 a 26 anos de idade.


Pelo rastreio do câncer de colo de útero, é comum que as pessoas achem que a vacina contra o HPV é focada apenas no público feminino, mas além de proteger contra alguns tipos de câncer, a vacinação dos homens contra o HPV oferece proteção contra as verrugas genitais, associadas à infecção pelos tipos 6 e 11 do HPV, que, além dos prejuízos estéticos e do desconforto, podem aumentar o risco de transmissão de HIV. Uma vez vacinado, o homem terá menos chances de transmitir o vírus para a mulher também vacinada, assim contribuindo e ampliando a eficácia geral da vacina.


No SUS, a vacina aplicada é a vacina quadrivalente. Este tipo de vacina protege contra 4 tipos de vírus HPV, os subtipos 6, 11, 16 e 18 e é a mais indicada inclusive para os homens, pois além de proteger contra verrugas genitais também protege contra o câncer do pênis ou do ânus. Em mulheres protege contra o câncer do colo do útero.


De acordo com o Ministério da Saúde, são registrados a cada ano 137 mil novos casos de infecção por HPV no Brasil. O vírus está relacionado a mais de 70% das ocorrências de câncer de colo de útero.

Posts recentes

Ver tudo